Dicas para iniciar na fotografia aquática de surf


Para quem gosta de fotografar, mas também de estar na água, bem perto da ação, a fotografia aquática é sempre objeto de desejo. Mas dúvidas sobre as dificuldades técnicas do ambiente aquático acabam atrapalhando – por isso selecionamos algumas dúvidas frequentes e dicas de fotógrafos profissionais para quem quer dar os primeiros cliques molhados!

Veja que você precisa saber antes de se aventurar nesta modalidade: 

Noções gerais de fotografia

Antes de entrar na água, é preciso conhecer ao menos o básico da fotografia de surf. Compreender os efeitos da luz, as configurações do equipamento e a técnica em geral é algo que precisa ser validado em terra, para que na água você possa se concentrar no melhor posicionamento e na interação com as ondas e atletas.

Se além do lazer você tem objetivos profissionais e busca bons resultados, é preciso desenvolver suas habilidades na fotografia fora da água. Neste artigo, não falamos sobre aspectos técnicos similares à fotografia em terra, mas sim nas diferenças – especialmente para quem está começando na fotografia aquática.

Muitas das dicas abaixo você pode conferir também em nosso canal no Youtube, com o próprio Sebastian Rojas:

Canal Surfmappers Youtube - fotografia aquática
https://www.youtube.com/c/Surfmappers/videos

Segurança sempre em primeiro lugar na fotografia aquática

Antes de mais nada, é preciso ter respeito com o mar. A sua segurança deve ser uma prioridade, por isso é importante levar em conta alguns aspectos:

Avalie as condições do mar

Surfistas, bodyboarders e nadadores têm mais facilidade em avaliar as condições do mar. Se você não se enquadra em nenhuma dessas modalidades, procure começar em dias de ondas pequenas e frequente o mesmo pico em dias diferentes. Ganhe confiança e aprenda a se posicionar antes de encarar dias maiores.

Leia mais  SEMANA DO CLIENTE SURFMAPPERS & SURF ART

Assim como na fotografia em terra, cada lente atende a objetivos diferentes e você deverá planejar o tipo de enquadramento que irá buscar antes de entrar na água. Avalie a distância focal e planeje sua movimentação junto aos surfistas.

Utilize equipamentos adequados

Dependendo do tipo de fotografia buscado, alguns equipamentos se tornam indispensáveis para a segurança:

nadadeiras: curtas, como aquelas utilizadas por bodyboarders e guarda-vidas, com leash para os dias maiores;

roupa de borracha: para quem mora em regiões de água fria, vale lembrar que seu corpo ficará o tempo inteiro dentro da água e não sobre a água – sua roupa de surf do dia-a-dia pode não ser suficiente, uma roupa mais grossa pode fazer a diferença;

capacete: para fotografar bem de perto com uma lente grande-angular, para as fotografias de dentro dos tubos ou em bancadas rasas, o capacete é item obrigatório. Não é um item fácil de encontrar, nem barato, mas lojas de equipamentos para kitesurf, windsurf, wakeboard e similares costumam oferecer produtos em estoque. As melhores marcas não são produzidas nem possuem representação no Brasil.

Respeite seus limites

Cuide do seu preparo físico e conheça seus limites. Pratique atividades físicas na água e desenvolva sua auto-confiança. A fotografia aquática também é uma atividade de risco, seu corpo e sua mente devem estar prontos – conheça suas capacidades e não force a barra.

Atualmente existem diversas opções de treinamento que podem ajudar neste sentido.

Esportes como a natação, treinos de apneia e outras atividades de piscina são uma solução para quem não pode estar sempre próximo ao mar.

Para quem vive no litoral, o próprio surf, bodyboard e bodysurf são as atividades físicas mais comuns, mas treinos de natação em mar aberto também podem ajudar muito no rendimento do seu nado, e na sua confiança no ambiente marinho.

Leia mais  SEMANA DO CLIENTE SURFMAPPERS & SURF ART

GoPro ou caixa estanque?

Atualmente muitos profissionais utilizam os dois equipamentos, filmando com a GoPro encaixada sobre a caixa estanque.

Fotografia aquática
Foto: Zero Dois Zoom

Se você quer apenas testar sua movimentação na água e já possui uma GoPro, vale a brincadeira. A movimentação dentro d’água é muito mais fácil, bem como a montagem do equipamento.

Eventualmente você poderá conseguir registrar imagens de boa qualidade com a GoPro. Mas se quer produzir fotos profissionais, logo precisará de uma caixa estanque. Como você já deve saber, esse é um equipamento que precisa ser feito sob medida para a sua câmera – por isso vale tomar alguns cuidados:

Caixa Estanque – Dicas dos profissionais

No Brasil, a maior referência em caixas estanque é a Pedra do Mar – que customiza sua caixa com diversas opções de layout – regulagens, front-plays (para diferentes lentes) e back-plays. As caixas são testadas em câmeras hiperbáricas, garantindo a vedação e a segurança de sua câmera.

O fotógrafo da SurfMappers Carlos Maehashi utiliza sua caixa Pedra do Mar com frequência e levantou alguns pontos importantes sobre o uso e a manutenção de sua caixa estanque:

“No começo, é normal perder algumas boas fotos por conta de gotas ou linhas de água na frente da caixa, depois a gente aprende ficar atento para isso. O front-play de vidro das caixas novas permite a aplicação de produtos anti-embaçantes, que não podem ser usados com acrílico.

O embaço na parte interna do front-play também pode ser um problema, especialmente nos dias de calor e água fria. Nesses dias, vale resfriar a caixa estanque antes do uso e evitar de abrir e fechar a caixa (mostrar fotos na areia para os surfistas) entre as sessões. De qualquer maneira, essa é uma preocupação constante – eventualmente acaba encurtando algumas sessões

Além disso, o mais importante é não descuidar da limpeza e manutenção após o uso. A câmera fica totalmente segura dentro da caixa, então só passo um pano úmido para tirar a maresia. Já a caixa estanque, precisa ser completamente desmontada, limpa e seca a cada uso. Passo também óleo nas partes metálicas e silicone nas junções de borracha, pois 
reparei que evita o escurecimento dos parafusos e ressecamento dos encaixes”.

O mais importante: divirta-se!

Seja como hobby ou profissão, a fotografia aquática é uma atividade incrível, que proporciona saúde, adrenalina, contato com a natureza e interação social. Os benefícios são diversos, sem falar nos belos registros e na possibilidade de ganho financeiro e reconhecimento profissional.

Leia mais  SEMANA DO CLIENTE SURFMAPPERS & SURF ART

Se você se interessou pelo tema, confira os vídeos de nosso canal e aprenda mais com o mestre Sebá!

Em Florianópolis e região, a Pedra do Mar trabalha também com o aluguel de equipamentos – basta conferir se há modelo compatível com sua câmera e reservar sua diária.

Previous A Surfmappers atingiu a gigante marca de 100 mil usuários.
Next Surf na Praia da Joaquina

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *