Surf na Praia do Morro das Pedras em Florianópolis 


surf no morro das pedras
A onda do Morro das Pedras por Alex Sivieri

Para quem pega ondas ou para quem fotografa o surf no Morro das Pedras, no sul de Florianópolis, é um dos points de surf mais constantes e procurados da ilha. Menos badalada que outras partes de sua faixa de areia, a onda do “Morrão”, como é chamada pelos locais, proporciona ângulos interessantes por sua localização próxima à encosta rochosa – e tubos largos nos melhores dias.

Enquanto a praia da Joaquina reina como a onda mais famosa e cobiçada de Florianópolis, sua extensa faixa de areia guarda outros tesouros. A praia muda de nome, passa por diferentes bairros e proporciona condições diferentes de ondas, percorrendo 25km entre o canto esquerdo da Joaca, o Rio Tavares e o Campeche, até terminar junto às pedras, no canto direito do Morro das Pedras.

Compartilhando a mesma faixa de areia, até 1860, as praias da Joaquina, do Campeche e Morro das Pedras eram consideradas uma só, com a denominação de Praia do Mandú. O nome mandú é o de um peixe cação ou cação mangona, abundantes na região naquela época. A espécie hoje está ameaçada de extinção, e é pouco encontrada em águas rasas.

O surf no sul de Florianópolis

A Praia do Morro das Pedras fica entre o Campeche e a Praia da Armação. Este pequeno trecho recortado do litoral tem muita história e não faltam oportunidades de registros interessantes, dentro e fora d´água.

Bem próximo, está o Parque Municipal da Lagoa do Peri, com suas águas limpas e tranquilas, cercada de morros e vegetação por todos os lados.

Logo na sequência, estão as belas praias da Armação e do Matadeiro – ambas foram batizadas em referência à caça das baleias, permitidas no estado até a década de 1970. As antigas vilas de pescadores se tornaram pequenos bairros, mas até hoje há casas construídas com os ossos e o óleo dos animais.

Atualmente, a prática é proibida em quase todo o mundo e o litoral de Santa Catarina  possui importantes pontos de observação das populações de baleias migratórias que viajam pelo litoral brasileiro todos os anos.

No alto do morro que dá nome à praia, fica uma casa de retiros que foi construída pelos jesuítas em 1956. Em frente ao estabelecimento, há um mirante aberto ao público e a vista é de tirar o fôlego. Vale à pena subir e compreender como se encaixam todos esses elementos na geografia do lugar.

As ondas no Morro das Pedras

O pico recebe melhor as ondulações dos quadrantes sul e sudeste, mas ondulações maiores de leste também podem render boas sessões. O mais importante é que os ventos estejam do quadrante oeste, e quando a maré certa se encaixa, os tubos rodam largos, proporcionando bons registros, como esses, obtidos através do SurfMappers:


Nos dias grandes de sul, direitas fortes e tubulares quebram atrás das pedras e poucos se arriscam embaixo do pico. O fundo é de areia, mas a proximidade com as pedras no inside afastam a maior parte do crowd. A correnteza também costuma fazer parte do cardápio e a onda exige bom posicionamento e um surf veloz, sendo indicada para surfistas experientes. Mais para o meio, a praia de tombo proporciona boas bancadas, com ondas um pouco mais curtas mas geralmente menos disputadas. (Fonte: Guia Ainasurf Florianópolis)

surf no morro das pedras
O surf por trás das pedras por Fabio Barrios

Para os fotógrafos, o pico oferece ondas constantes e um crowd que sempre comparece, mesmo nos dias de semana. Mas é nos dias maiores, com ondulações de sul acima dos 5 pés, que as ondas passam a quebrar atrás do costão, proporcionando diferentes opções para registros em foto e vídeo. Desde a praia, do costão de pedras ou mesmo da estrada, há oportunidades para diversos tipos de lentes e ângulos:

Pontos de atenção: Durante a temporada, não é fácil estacionar o carro, procure chegar cedo ou separe um tempo até encontrar uma vaga próxima do pico. Entre os meses de maio a julho, o surf pode sofrer restrições devido à pesca da tainha – atente para a legislação e sinalização através de bandeiras na areia.

Por toda sua beleza natural e fartura de ondas e ângulos, a praia do Morro das Pedras é um dos destinos clássicos de surf em Florianópolis. E o caldo de cana no caminho entre o Morrão e a praia da Armação é parada obrigatória depois de um bom dia de surf!

Gostou do pico? Estique a “viagem” e conheça também a Praia da Joaquina. E se você já surfou no Morro das Pedras, clique aqui para encontrar a sua foto surfando.

Previous As 10 melhores fotos de surf de setembro
Next Dicas de presentes para surfistas

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *